terça-feira, 31 de julho de 2012

BIBLIA "LUZ" PARA NOSSO CAMINHAR

Como nos diz o (salmo 119,105)”Tua Palavra é lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho.” Sim, a leitura da Bíblia,- nos lembra o teólogo Ildo Bohn Gass,-quer nos ajudar em nossos dias a perceber a presença viva de Deus, do seu sonho de vida e esperança, de paz e solidariedade. Por isso, a Palavra de Deus é, acima de tudo, como a luz de um farol que indica o caminho por onde andar. Mas não apenas ilumina. É também luz que aquece nossa esperança. Nela encontramos sentido para nossas vidas. As escrituras iluminam a vida, a realidade. “Esquentam corações”. A prática da solidariedade faz enxergar Deus na vida. “Abre os olhos.” “Tudo o que lemos na Bíblia foi escrito para nos instruir e para manter firme a nossa esperança, com a força e a coragem que as Escrituras nos dão”(carta aos Romanos 15,4) A palavra Bíblia é uma palavra grega que está no plural e significa Livros. È uma verdadeira Biblioteca. A Bíblia Católica contém 73 livros escritos em épocas diversas, por autores diferentes e em várias formas de linguagem. Para nós, pessoas cristãs, o critério fundamental, a principal chave de interpretação para ler as Escrituras é a pessoa de Jesus Cristo. Ele mesmo diz qual é o critério para compreender a Palavra de Deus presente nas palavras humanas, escritas pelo povo de Israel. É a história desse povo, feita junto com seu Deus, que está registrada na Bíblia. O critério central que Jesus nos fornece é a defesa da vida. Defesa da vida em qualquer situação em que ela se encontre diminuída, seja na doença, na exclusão, na pobreza, na própria morte. Confira essa prática de Jesus, por exemplo, no Evangelho segundo Marcos,3,1-6, ou no Evangelho de Mateus,25,31-46. Ou ainda no Evangelho de João,10,10,onde podemos ler: “Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância” No salmo 1 ele nos coloca diante de dois projetos, o do justo e o do ímpio. As Escrituras querem justamente nos mostrar o caminho da justiça. Na linguagem dos autores do livro do Deuteronômio, optar entre um caminho e outro é optar entre a vida e a morte.(Dt.30,15-20) Para se ler a Bíblia com proveito, é importante ter os pés bem fincados na nossa vida pessoal, bem como na vida sofrida do povo. E buscar luzes, motivações, força, ânimo, enfim a vontade de Deus para transformar nossas vidas e as vidas nas Igrejas e na sociedade, a fim de que estas se pareçam um pouco mais com o Reino de Deus. A leitura bíblica certamente será mais rica se feita em comunidade, “ao redor de uma mesa”, partilhando idéias, sentimentos, ampliando assim a compreensão do texto a partir de diferentes contribuições. A leitura das Escrituras tem de ser feita com muito respeito e fidelidade ao texto, com os pés firmes no chão da realidade e em comunidade. Só assim é que se chega a escutar a Deus. Pois ele é um Deus que continua se manifestando para nós, não só através da Bíblia, mas também através das pessoas e dos acontecimentos de nossa época. Colaboração: Marlene Kubaski Colombo

PAIS BRILHANTES

Bons pais dão presentes, pais brilhantes dão seu próprio ser Bons pais nutrem o corpo, pais brilhantes nutrem a personalidade Bons pais corrigem erros, pais brilhantes ensinam a pensar Bons pais preparam os filhos para os aplausos, pais brilhantes preparam os filhos para os fracassos Bons pais conversam, pais brilhantes dialogam como amigos Bons pais dão informações, pais brilhantes contam histórias Bons pais dão oportunidades, pais brilhantes... ...nunca desistem. (Augusto Cury)

quarta-feira, 4 de abril de 2012

A FALTA DE RESPEITO

A FALTA DE RESPEITO
Queremos relembrar algumas falas pertinentes de um artigo escrito pelo Prof. Dr. Gildo Volpato- Reitor da Unesc com referências ao tema.
No seu artigo ele fazia referência ao pensamento de Leon Trotsky que dizia que: “os homens não tem muito respeito pelos outros porque tem pouco até por si próprios.”
Dizia também que o velho ditado popular “morro e não vejo tudo”, atualmente pode ser substituído por “vejo tudo e não morro”.
Estamos falando nesse assunto hoje porque fica evidente no verão a falta de consideração e respeito pelos outros. A começar pelas longas filas de espera na BR101. Se multiplicam os“espertinhos”que procuram interfúgios para driblar os outros. Esses mal educados, desrespeitosos ultrapassam na maior cara de pau pelos acostamentos ou por estradas laterais, de chão, e entram mais à frente fazendo com que a fila , ande cada vez mais devagar, ou pior, não ande.
Desrespeitosas são também as autoridades que até agora não conseguiram mudar esta realidade.
Outra questão muito comum neste período do ano são os exageros na altura do som, da música. Impressiona tamanha falta de sensibilidade, de respeito, pois para muitos ouvidos a música não é audível, é ensurdecedora.
E não raras vezes a caixa de som ao invés de estar voltada á casa de quem faz a festa, o que talvez provocasse a necessidade de diminuir o som, está voltada para a rua, ou para casa do próximo, perturbando a paz dos outros, que não raras vezes não podem conversar, nem ver televisão, ou ouvir a própria música. E muito menos dormir.
Haja paciência, haja tolerância para suportar tamanha ignorância.
O pensamento de Henri Fréderic Amiel é esclarecedor quando afirma que a “bondade é o princípio do tato, e o respeito pelos outros é a primeira condição para saber viver”.
É preciso saber viver...saber viver... saber viver...

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Homenagem aos Pais




Parabéns , pais e obrigado por darem a vida.
Por ensinarem a vivê-la com dignidade.
Por iluminarem os caminhos obscuros com afeto e dedicação, para que seus filhos os trilhassem sem medo e cheios de esperanças.

Obrigado pelas vezes que renunciaram aos próprios sonhos para que os filhos realizassem os seus.
Obrigado, pais pelas longas esperas e pela compreensão da demora.
Obrigado por serem amigos, cúmplices, companheiros, heróis verdadeiros.

Obrigado por cultivarem a fé, por falarem de Jesus para seus filhos.

Obrigado pais por vocês existirem.

Que as bênçãos de Deus os acompanhem sempre.

Parabéns.


colaboração: Profª Marlene Kubaski Colombo

sábado, 6 de agosto de 2011

04/08/2011 DIA DO PADRE

QUERIDOS PADRES
QUERIDOS AMIGOS...
QUERIDOS GUIAS ESPIRITUAIS.

OBRIGADO PELO CARINHO...
OBRIGADO PELO RESPEITO...
OBRIGADO PELA PARCERIA...
OBRIGADO PELA DEDICAÇÃO...
OBRIGADO PELO AMOR.

PARABÉNS
PELA CAPACIDADE DE FAZER NOVOS AMIGOS...
DE AJUDAR MAIS PESSOAS...
DE ENSINAR NOVAS LIÇÕES...
DE VIVENCIAR OUTRAS DORES...
DE SUPORTAR VELHOS PROBLEMAS.

OBRIGADO POR NOS ENSINAR A
AMAR O PRÓXIMO...
A DAR MAIS AMPARO...
A REZAR MAIS PRECES...
A AGRADECER MAIS VEZES...
A AMADURECER UM POUCO MAIS NA FÉ EM JESUS CRISTO.

DESEJAMOS QUE A PAZ,
A ALEGRIA, A SIMPLICIDADE E A ESPERANÇA
PERPETUEM EM SUAS ALMAS,
POR TODAS AS SUAS EXISTÊNCIAS.

E QUE DEUS CONTINUE A ILUMINAR OS SEUS CAMINHOS.

Marlene Kubaski Colombo - colaboradora

sexta-feira, 10 de junho de 2011

dia dos namorados

Dia dos namorados

Em meio a tanta frieza, tanta pressa, tanta displicência, tanto desamor, tanto egoísmo e tanta solidão...
No mundo do“cada um por si”, numa sociedade onde tudo é descartável...
O 12 de junho ainda nos faz pensar, falar, resignificar o amor...

Casados
Eternos namorados

Se a rotina se instalou, aproveitemos a comemoração do dia dos namorados para resignificar o sentido da vida de casados.
Apaixone-se!
Vale a pena!
A felicidade faz bonita todas as coisas!

O amor a gente traz no coração...
O amor é simples, é carinho, é parceria, é respeito...

O amor nos faz ver a flor, sentir seu perfume, mas não arrancá-la para que seu perfume exale por mais tempo.

O amor é ver a borboleta, leve, colorida, e não aprisioná-la, deixá-la voar livre.

O amor é ver o passarinho caído entre as folhas e devolvê-lo ao ninho para gratidão de sua mãe.

O amor faz dançar, pular, rodopiar, brincar, sorrir, sorrir muito.

O amor é o segredo da felicidade e para Jesus o segredo da felicidade é fazer o outro feliz.

Felicidades a todos.

Marlene Kubaski Colombo

sexta-feira, 13 de maio de 2011

GRUPOS DE FAMÍLIAS 2011

Grupos de Famílias 2011

O grande desafio para os Grupos de Famílias atuais é manifestar o cuidado com a família e resgatar valores perdidos como amor, respeito, carinho, compreensão, dedicação paz, diálogo, perdão, valores éticos e morais; oração.
Valores que precisamos vivenciar em nossos lares, valores indispensáveis como referência para vida, e que encontramos nos ensinamentos de Jesus .
A Família é o ponto de partida de toda a vida social, é Igreja doméstica porque é no lar cristão onde se aprende o respeito sincero e o culto verdadeiro a Deus, por meio da oração.

Os grupos de famílias agem, se exercitam no esforço de resgatar os valores do evangelho. De refletir sobre pensamentos, crenças, filosofias ou “achismos” que conflitam com os valores do evangelho.

“A sociedade inteira brota da instituição familiar e, em certo sentido, depende dela. Entretanto nos nossos dias, a família, ,foi atingida por transformações rápidas, quer sociais quer culturais: trabalho demasiado que subtrai o tempo; a TV assumindo papel preponderante na deformação do caráter e valores; absorção de conceitos mundanos por se acreditar que “isso não tem nada a ver”; consumismo desenfreado que tira o foco do que é mais importante...
Muitas vezes os avanços trazem consequências drásticas e prejuízos incalculáveis. O progresso, sobretudo o tecnológico, deu ao ser humano a sensação de independência de Deus. Isto contribuiu grandemente para a soberba, a autoconfiança, o individualismo, a materialização e falência dos valores.

O ser humano se achou no direito de inventar valores próprios, deturpando a moral e a ética, priorizando aquilo que lhe dá prazer em detrimento do que é reto. A formula é simples: eu quero eu posso; eu posso eu quero. A humanidade pode atingir o solo da Lua, explorar Marte, fabricar chuvas, transformar espécies geneticamente, bem como criar seu próprio sistema ético-moral.”
Os grupos de famílias tem a consciência de que a família pode e deve tornar-se um lugar de serenidade autêntica, de crescimento harmonioso, para oferecer ao País um testemunho exemplar de como é possível a recuperação e a vitalidade da célula primeira e vital da sociedade. Posto que não se pode construir uma sociedade forte sem famílias fortes.

E TUDO É POSSÍVEL COM A AJUDA DE DEUS.

Colaboração: Marlene kubaski Colombo